domingo, 31 de julho de 2011

Plantações de milho?


Labirintos em plantações de milho viram moda nos EUA

Os labirintos em plantações de milho viraram moda em zonas rurais dos EUA.

Segundo o site Huffington Post, a popularidade deles começou a crescer há quinze anos e são comuns durante o verão nas áreas rurais do país.

Em entrevista ao site, o fazendeiro Rick Latin disse que os labirintos chegam a quintuplicar a renda familiar.

"Se eu plantasse três acres de milho, eu provavelmente conseguiria 100 toneladas de milho, que eu venderia por US$ 10 mil (cerca de R$ 15 mil). Mas se eu transformar esses três acres em um labirinto, eu consigo ganhar por volta de US$ 50 mil. Isso ajuda pequenos fazendeiros a continuar vivendo."

Lattin, que se diz um novato no mundo dos labirintos de milho, contrata uma empresa para fazê-los.

Folha de São Paulo

sábado, 30 de julho de 2011

Casal divide apartamento em Santos com gatos gigantes

Quando casaram, há cinco anos, o engenheiro químico Hugo Cavalheiro e a designer Kleyne Andrade decidiram ter um gato para repor bichanos que deixaram nas casas de suas famílias.

Após se apaixonar pelos maine coon, raça originária do Estado do Maine (EUA), e considerado o gato de maior tamanho entre os gatos domésticos do mundo, o casal de Santos (litoral de SP) se tornou criador e hoje divide o apartamento de 100 m2 com dez "gatos gigantes".


O maior gato do casal se chama Sandman, tem 1,15 m do focinho à ponta da cauda e pesa quase 10 kg.

Entre os amantes da raça, os gatos da raça main coon são conhecidos como "gigantes gentis".

"Eles são bonzinhos e até cedem um espaço para gente morar junto com eles", brinca Kleyne.

O casal gasta até R$ 500 por mês com uma ração específica da raça e outros R$ 1.000 com banhos, brinquedos, veterinário e outras despesas. Pela casa estão espalhadas sete caixas de areia que precisam ser trocadas a cada três dias.

Vassoura não dá conta dos pelos, então o aspirador de pó precisa entrar em ação até três vezes por dia.

"A diferença entre ter dez gatos comuns e dez maine coons é mais trabalho, mais comida e mais xixi. É todo nosso tempo livre dedicado a eles. Felizmente", diz Hugo.

Por não serem castrados, os três machos ficam separados na cozinha, e as sete fêmeas ocupam a sala e o quarto de hóspedes.

Apesar das adaptações, uma vez a rede de proteção na janela do 11º andar não aguentou o peso de um dos gatos e cedeu. Por sorte, o gato caiu em uma piscina e só quebrou uma unha.

No quarto do casal há um berço, onde as fêmeas ficam com filhotes.

"A minha família não gosta muito. Acham que estou louco e que devo ter filhos humanos", conta Hugo.

O casal fundou a Associação da Raça Maine Coon no Brasil e organiza a Expo Gatos 2011, que reúne neste fim de semana, em São Vicente (SP), cerca de 200 gatos de raças exóticas e raras.

Folha de São Paulo

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Brasileiros consomem mais de 15 milhões de litros de refrigerante por dia, aponta IBGE

O arroz e feijão ainda compõe a base principal alimentação do brasileiro, mas refrigerantes e bolachas recheadas ganham espaço e marcam a dieta nacional como sendo de alto teor energético, mas com poucos nutrientes.

É o que mostra o estudo “Análise de Consumo Alimentar Pessoal no Brasil” da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009, divulgado pelo IBGE nesta quinta-feira (28).


O feijão figura como principal alimento do brasileiro, com 182,9 g por dia; a seguir vêm o arroz (160,3g/dia) e a carne bovina (63,2 g/ dia). Sucos (145,0 g/ dia), refrigerantes (94,7 g/ dia) e café (215,1 g/ dia) também estão no topo da lista.
O consumo de refrigerante normal por dia mais o de refrigerante diet (5,5g/dia), multiplicado pelas mais de 160 milhões de pessoas com 10 anos ou mais estimadas na pesquisa, totaliza mais de 15 milhões de litros por dia.

Assim, bebidas adoçadas ultrapassam os limites de consumo ideais por dia, enquanto frutas, verduras e legumes apresentam taxas abaixo do indicado: menos de 10% das pessoas atingem as recomendações.

Vale destacar que 61% da população consome açúcar em excesso, 82%, gordura saturada acima do ideal e mais de 70%, sódio acima do tolerável.

O baixo consumo de fibras está presente em 68% da população. Estes dados, para o IBGE, confirmam os grandes percentuais de inadequação da alimentação da população brasileira.

Entre os grupos de alimentos estudados, o biscoito recheado destacou-se como um dos mais importantes marcadores de consumo não saudável, seguido pelos refrigerantes, doces, pizza e salgadinhos industrializados.

Quem consumia biscoito com recheio, também ingeria mais calorias no final do dia. A má notícia é que grande parte desta energia vem da gordura e do açúcar.

Segundo o órgão, o alto consumo de alimentos com adição de açúcares pode substituir e/ou reduzir o consumo de alimentos importantes para uma alimentação saudável.

Biscoito recheado, doces, pizza, salgadinhos industrializados, suco, bolo, refrigerante, biscoito doces e salgados se relacionam com o consumo médio elevado de açúcar (em gramas), enquanto feijão, arroz integral, aves, carne bovina, biscoito salgado, legumes e verduras associam-se a médias taxas de consumo de açúcar.
Os homens comem menos verduras, saladas, frutas e doces do que as mulheres. Já o consumo de cerveja e bebidas destiladas deles é, aproximadamente, cinco vezes maior do que o delas.

Outra característica encontrada é que quanto maior a classe social, maior é o consumo de alimentos não saudáveis, embora aumente também a ingestão de frutas e verduras. O consumo de refrigerantes aumenta com a renda e o refrigerante diet é quase inexistente na dieta das menores classes.

As classes de baixa renda comem mais arroz, feijão, batata-doce e milho, por exemplo. O consumo de peixe fresco, peixe salgado e carne salgada é ligeiramente maior na menor faixa de renda.


ALIMENTOS MAIS CONSUMIDOS NO BRASIL

Alimento (g/dia)

1 Café 215,1
2 Feijão 182,9
3 Arroz 160,3
4 Sucos 145
5 Refrigerante
normal 94,7
6 Carne
bovina 63,2
7 Pão de sal 53
8 Sopas e
caldos 50,3
9 Aves 36,5
10 Macarrão 36,3
11 Leite
integral 34,7
12 Chá 31,3
13 Cerveja 31,1

UOL

Tlopa de Elite :: 500 Filmes Petrobras :: Maurício de Sousa



Esta e mais quatro animações foram produzidas por Maurício de Sousa a pedido da Petrobrás para comemorar a marca de 500 filmes brasileiros patrocinados pela empresa.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Mulheres japonesas continuam sendo as que mais vivem no mundo


As mulheres japonesas continuavam sendo as que mais vivem no mundo no ano passado, embora a sua expectativa de vida tenha caído levemente, para 86,39 anos, anunciou o governo do Japão nesta quarta-feira. A queda de 0,05 ano foi a primeira em cinco anos, após o recorde de 86,44 anos registrado em 2009, informou o Ministério de Saúde.

"A onda de calor do ano passado pode ter levado a um aumento do número de mortes", sugeriu um funcionário do ministério. As mortes causadas por hipertermia atingiram um recorde de 1.718. Cerca de 80% das vítimas tinham 65 anos ou mais, acrescentou.

O Japão ocupa o topo do ranking mundial de longevidade feminina, seguido de Hong Kong, com 85,9 anos, e França, com 84,8 anos, segundo o ministério.

Já a expectativa de vida dos homens japoneses subiu pelo quinto ano consecutivo em 2010,e agora está em 79,64 anos. O Japão ocupa a quarta posição mundial em longevidade masculina, atrás de Hong Kong, com 80 anos, Suíça, com 79,8, e Israel, com 79,7.

Portal Terra

Cáritas envia toneladas de farinha para os habitantes da Coreia do Norte


A Cáritas da Coreia do Sul irá enviar nos próximos dias caminhões carregando toneladas de farinha para cidades norte-coreanas próximas à fronteira entre os países. Os mantimentos serão distribuídos diretamente para cidadãos do páis, que estariam vivendo situações de pobreza cada vez maior.

A situação na Coreira do Norte "piora dia após dia. Nós sabemos que não se deve ajudar o regime, mas como católicos e seres humanos não podemos permanecer olhando enquanto os nossos irmãos acolá da fronteira morrem de fome. Eis porque decidimos enviar 100 toneladas de farinha, que daremos diretamente nas mãos dos habitantes".

A afirmação, à agência Asia News, é de uma fonte católica da Coreira do Sul, que explicou o envio de um carregamento de ajuda através da fronteira. Isto porque, após a retomada dos testes nucleraes e os dois ataques contra equipamentos e postos sul-coreanos por parte do regime de Pyongyang, o governo de Seul decidiu encerrar todos os programas de ajuda à Coreia do Norte.

No início do verão (no hemisfério norte), no entanto, a situação humanitária piorou de tal forma que a "Casa Azul" - a residência oficial do presidente sul-coreano, autorizou cinco organizações não-governamentais a levar ajuda, exclusivamente de cunho alimentar. E a Cáritas aproveitou a ocasião para viabilizar os carregamentos de farinha.

A carga foi recolhida pela Caritas Korea International, dirigida pelo Padre Francesco Saverio Ahn Myeong-ok. Os fundos para compra da farinha foram amealhados durante a "Missa pela paz na península coreana", uma celebração que aconteceu no último dia 17 de julho na cidade de Imjingak. Os pacotes serão entregues aos cidadãos da província setentrional de Hwanghe.

O padre Simeone Lee Jong-keon, diretor executivo da Cáritas Korea, visitou a parte norte da península em junho. Segundo declarou o sacerdote à Asia News, a situação por lá "é terrível. Visitando os hospitais da província, percebemos que (eles) não têm mais absolutamente nada". De acordo com a fonte da Asia News, "nem mesmo os soldados comem mais. E este é o último passo em direção ao fim do regime, mas também de tantas vidas humanas".


por
GaudiumPress/comshalom.org

A origem dos nomes dos clubes de futebol do Brasil

América-MG
O clube foi fundado em 1912 por alunos do Gymnasium Anglo-Mineiro, escola que contava com muitos professores dos EUA. O nome da equipe é uma homenagem à pátrias dos mestres

Atlético-GO
O termo atlético se refere à finalidade do clube, a prática de esportes

Atlético-MG

O termo atlético se refere à finalidade do clube, a prática de esportes

Atlético-PR
O termo atlético se refere à finalidade do clube, a prática de esportes

Avaí
O clube fundado em 1923 tem seu nome inspirado na Batalha do Avaí, travada no rio paraguaio de mesmo nome, na qual os brasileiros, liderados pelo Duque de Caxias e ao lado dos aliados uruguaios e argentinos derrotaram os inimigos paraguaios

Bahia

O clube homenageia em seu nome o Estado que o sedia

Botafogo

O clube de regatas fundado em 1894 treinava na praia de Botafogo, que deu nome à agremiação. A praia ganhou em 1641 o sobrenome de seu dono, João de Souza Pereira Botafogo

Ceará

Fundado em 1914 com o nome de Rio Branco, o clube passou a se chamar Ceará um ano depois, marca do sentimento de orgulho regional da época

Corinthians
Sua fundação em 1910 foi inspirada no Corinthian FC, clube de Londres, que excursionava pelo Brasil e fez fama pela atitude cavalheiresca de seus atletas. A origem do nome da equipe inglesa não se deve à cidade-estado grega, e sim à palavra usada na Inglaterra do século XIX para designar um rapaz de coragem.

Coritiba

Fundado em 1909, o nome do clube é uma homenagem à sua cidade-sede

Cruzeiro

Fundado em 1921 como Palestra Itália, à época da Segunda Guerra Mundial foi obrigado a mudar de nome, e adotou um símbolo brasileiro, a constelação do Cruzeiro do Sul, para sua denominação

Figueirense
O clube foi fundado em reuniões que aconteciam na localidade da Figueira, nas cercanias da rua Conselheiro Mafra, em Florianópolis, onde havia... uma figueira

Flamengo
Em 1895 foi fundado o clube de regatas na praia de mesmo nome. Posteriormente o clube passou a competir também em outros esportes, entre eles o futebol. A praia, por sua vez, recebeu o nome por ter sido o local de desembarque da invasão holandesa de 1599

Fluminense
O nome do clube também é o termo usado para denominar pessoas nascidas no Estado do Rio de Janeiro

Grêmio
O termo grêmio significa associação. No caso, uma associação para jogar futebol

Internacional
O clube foi fundado em 1909, na cidade de Porto Alegre, pelos irmãos Poppe, que eram membros do hoje extinto Sport Club Internacional, de São Paulo. O nome também se refere ao fato de a equipe aceitar jogadores de todas as origens numa época em que outras equipes da cidade aceitavam apenas pessoas de origem alemã.

Palmeiras
Originalmente conhecido como Palestra Itália, o clube mudou de nome em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial. A palmeira, árvore comum no Brasil, foi adotada como denominação

Santos
O nome é tirado da cidade que sedia o clube

São Paulo
Fundado em 1930 e refundado em 1935, o nome do clube homenageia a cidade de São Paulo

Vasco
Clube da colônia portuguesa do Rio de Janeiro, homenageia em seu nome o navegador português que ficou conhecido por ter encontrado a rota para da Europa para as Índias


Revista Época

terça-feira, 26 de julho de 2011

CORAGEM!


Para se proteger das abelhas, que lentamente recobrem seu corpo, o apicultor chinês Lu Kongjiang, 20 anos, usa apenas óculos para banhistas e protetores de ouvido e das narinas. O seu concorrente neste concurso bizarro é Wang Dalin, 42 anos, organizado em Shaoyang, na província chinesa de Hunan. Wang Dalin coseguiu se fazer recobrir por 26,8 quilos de abelhas e Lu Kongjiang por apenas 22,9 quilos... O recorde permanece com a Índia com 61,4 quilos!

Foto: Xinhua/Zuma/Visual/IHU

Homem supostamente morto acorda gritando em necrotério


Um sul africano de 50 anos, supostamente morto, acordou dentro de um necrotério, começou a gritar para ser libertado da câmara mortuária e assustou atendentes do local, que pensaram se tratar do fantasma do falecido.

Os gritos do homem levaram dois atendentes que estavam no local a saírem correndo do necrotério, na Cidade do Cabo, pensando se tratar de um fantasma. Eles chamaram uma ambulância antes de descobrirem que o sul africano estava, na verdade, bem vivo e tão assustado quanto eles.

"A família dele achou que tivesse morrido" disse o especialista Sizwe Kupelo à imprensa local. "A família chamou um atendente particular, que levou o que pensavam ser o corpo do homem morto ao necrotério. Ele, porém, acordou gritando e exigindo que fosse tirado dali", contou.

O homem ficou exposto ao intenso frio do necrotério por quase 24 horas, contou o jornal Daily Telegraph.

O Dia

segunda-feira, 25 de julho de 2011

A história de São Francisco


Um dos santos mais impressionantes na história da Igreja é São Francisco de Assis. Nasceu na cidade de Assis, na Itália, no ano de 1182, e morreu em 1226. Seu pai era muito rico. Um comerciante internacional, como poucos no Brasil. Tinha, portanto, um ambiente muito propício às vaidades e à glória deste mundo.

Francisco possuía, porém, um coração bom. Era caridoso e humilde. Certa vez, Francisco estava passeando a cavalo, quando encontrou um 1eproso. Sentiu arrepios, virou o rosto e foi andando. Mas logo voltou a si, arrependeu-se de ter humilhado o doente, voltou atrás e beijou a mão do leproso.

Passado algum tempo, Francisco resolveu deixar toda sua riqueza e vida cômoda para seguir a Jesus de maneira completa. Quis ser padre. Quando seu pai o soube, protestou severamente. Espancou-o e obrigou a renunciar toda sua herança perante o bispo de Assis. Francisco preferiu ficar só com o reino de Deus. Tirou suas próprias vestes, entregou-as ao pai dizendo-lhe: "Até este dia eu o chamava de pai. Agora, com mais razão posso rezar: Pai nosso, que estais no céu"...

E fez-se frade, pobre, humilde e santo. Ao morrer disse aos seus irmãos franciscanos: "Não vos incomodeis com os conceitos dos homens, que vos desprezam como loucos e tolos. Pregai penitência em toda a simplicidade, confiando naquele que venceu o mundo pela humildade. E' ele que fala por vossa boca. Não troqueis o reino dos céus por coisa alguma da terra". Foi dessa maneira que Francisco mostrou-se filho de famoso comerciante: fazendo o melhor negócio do mundo. Quando descobriu a pérola rara do reino de Deus, adquiriu-a em troca de tudo o que possuía.

Pe. Lucas de Paula Almeida, CM
Revista Família Cristã

domingo, 24 de julho de 2011

CARIDADE...

(Aqueles que se dedicam ao apostolado ativo) precisam de ter muita vida interior, para que a sua obra produza fruto, pois têm que dar Deus às almas e ficarem eles com Deus, de contrário nada teriam para dar.

Santa Teresa dos Andes

Proponho-vos neste momento, que hei-de compadecer-me dos que estão juntos de mim, em todas as ocasiões , hei-de ocultar e desculpar os seus defeitos; falarei sempre deles com estima e, por fim, nunca faltarei advertidamente à caridade para com eles nem por pensamentos, nem por palavras, nem por obras.

Santa Teresa Margarida Redi ou (do Coração de Jesus)

Ó Deus de minha alma, que pressa nos damos em ofender-Vos e como Vós Vo-la dais maior em perdoar-nos!

Santa Teresa de Jesus

Considerai como perdido o dia em que não tenhais feito nenhum ato de caridade para com o próximo.

Santa Maria Madalena de Pazzi

O amor de Cristo não conhece fronteiras, nunca se cansa, não tem repugnância da sujidade e da miséria. Cristo veio para os pecadores e não para os justos. E se o amor de Cristo vive em nós, então agiremos como Ele, e iremos à procura das ovelhas perdidas.

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edite Stein)

Para os cristãos não há “pessoas estranhas”. O nosso próximo é todo aquele que está diante de nós e tem necessidade de nós; não importa se é nosso familiar ou não, se nos “agrada” ou não, se é “moralmente digno” de ajuda.

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edite Stein)

Aquilo que eu desejo para ti é que cumpras a vontade de Deus. Abandona-te a ela com simplicidade filial e repete sempre esta máxima de Santa Teresa, mesmo no meio das circunstâncias difíceis: “Deus tudo sabe e Ele me ama”.


Santa Teresa dos Andes


caminhoscarmelitas.wordpress.com

A excelência do amor


O grande místico São João da Cruz (1543-1591), caracteriza o amor ardentíssimo e contemplativo ao Senhor Deus por três excelências principais: Primeiro, ama a Deus a alma, não por si mesmo, mas por ele; o que é uma excelência admirável, porque ama assim pelo Espírito Santo, como o Pai e o Filho se amam; o que o próprio Filho declara no evangelho segundo São João: "A fim que o amor com que tu me amaste, esteja neles, e eu também esteja neles" (João 17,26).
A segunda excelência é amar a Deus em Deus; porque nesta união ardente a alma se absorve no amor de Deus, e Deus se entrega à alma com grande veemência. "Como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira à minha alma por ti, ó Deus! (Salmo 42,1).
A terceira excelência do amor supremo é que a alma ama a Deus neste estado pelo que ele é; quer dizer, ama-o não somente porque ele se mostra para com ela generoso, bom e glorioso, etc., mas muito mais ardentemente, porque ele é tudo isto essencialmente. "... Em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e o poder para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 4,11b).
São João da Cruz, viveu, ensinou e morreu na excelência do amor de Deus. Seus escritos provocam em nós a ousadia do amor ardente a Deus. Disse ele: "A linguagem que Deus entende melhor é a suave linguagem do amor".
Como devemos amar a Deus com a mesma intensidade que amou São João da Cruz?
O escritor Chuck Colson, relata com muita propriedade, como ele descobriu essa dificuldade em saber como devemos amar ao Senhor nosso Deus: "Um aspecto que se vê em todo os livros da Sagrada Escritura, é claro, é o amor de Deus pela humanidade e como ele demonstra esse amor através do sacrifício do seu Filho na cruz. Quanto mais eu lia sobre isso, mais eu queria saber sobre o outro lado - ou seja, como fazer para demonstrar o meu amor por ele. De algum modo, parecia ser essa a chave para o que estava faltando na vida cristã. O maior de todos os mandamentos, de acordo com Jesus, é "amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento" (Mateus 22,37). Eu tinha decorado essas palavras, contudo, na verdade, nunca havia pensado realmente sobre o que significavam em termos práticos; ou seja, sobre como eu podia cumprir esse mandamento. Ponderei se outras pessoas não sentiam a mesma coisa. Então perguntei a uma porção de cristãos mais experientes de que forma eles amavam a Deus.
O efeito cumulativo da minha pesquisa, escreveu Colson, me convenceu de que a maioria de nós cristãos professos, não sabemos, de fato, como amar a Deus. Além de não termos dedicado tempo para pensar no significado do maior de todos os mandamentos no nosso dia-a -dia, também não o temos obedecido" (extraído de Loving God - "Amando a Deus" -, de Chuck Colson, pp.15-16).
Como devemos fazer para demonstrar o nosso amor ao bondoso Pai Celestial? É apenas um sentimento ou uma caminhada pela fé? É uma atitude racional ou paixão do coração? Ou um pouco de tudo? Colson escreveu um livro inteiro acerca do significado de amor a Deus. O seu estudo o levou a incluir aspectos da vida cristã tais como obediência, santidade, arrependimento e sofrimento.
Nosso Senhor Jesus Cristo falou muitas vezes: "Se me amais, guardareis os meus mandamentos" (João 14,15). Com certeza, a obediência aos mandamentos do Senhor Jesus é uma parte importante da implicação prática de amá-lo. Santidade é o fator fundamental. Arrependimento é o meio que o bom Deus nos dá para dar as costas ao pecado e caminhar em direção a ele. Viver na obediência à Palavra de Deus, na confissão de pecados, e na busca da perfeição, tudo isso são sinais do nosso amor para Deus nosso Senhor. "Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus" (Mateus 5,48).
O que significa amar a Deus por excelência? Significa querer ardentemente estar com ele na luz da contemplação. Quando amamos uma pessoa, queremos estar ao seu lado para sempre.
O salmista Davi expressou esse amor: "uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que eu possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor , e habitar no seu templo" (Salmo 27,4).
A excelência do amor a Deus é expressa várias vezes nos Salmos. O Salmo 84 é um clamor profundo de todo o ser que almeja viver na presença do Todo-Poderoso: "Quão amáveis são os teus tabernáculos, Senhor dos Exércitos! A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e a minha carne exultam pelo Deus vivo" (Salmo 84,1-2).
Cultivar a excelência do amor a Deus é, em muitos aspectos, igual a qualquer outro tipo de relacionamento - leva tempo. Tempo para passar com ele - ouvindo, dialogando, amando, meditando e saboreando da sua augusta presença.
Tudo isso envolve crise e sofrimentos. "O verdadeiro amor - o não fingido (Romanos 12,9) - tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta e nunca falha" (I Coríntios 13,7-8).
São Pedro Julião Eymard (1811-1868), disse: "O amor não transfere a ninguém as suas obrigações. O amor tudo faz por si mesmo, é a sua glória". São Pedro Julião de Eymard, era o santo que nutria um amor apaixonado pela Santíssima Eucaristia. Só podia sair do seu coração de amor a Jesus Eucarístico essas palavras: "Há pessoas que amam até a loucura os pais, os amigos, e não sabem amar o bom Deus. O que se faz com a criatura, é o que se deve fazer com Deus. Somente ao bom Deus é preciso amá-lo sem medida, cada vez mais. No juízo não serão tanto os nossos pecados que nos aterrorizarão, e nos serão censurados. Estão irrevogavelmente perdoados. Mas Nosso Senhor nos censurará por seu amor: 'Criaturas, vós não fizestes de mim a felicidade de vossa vida?! Vós me amastes bastante para não me ofender mortalmente, mas não para viver de mim?!'
O santo do coração eucarístico diz mais: "O amor só triunfa quando é em nós uma paixão vital." Esta paixão vital, nos leva à excelência do amor adorador ao Senhor Deus. No amor de adoração, diz o reverendo George D. Watson: "A alma deleita-se na luz divina, sorri com seu favor, estremece com ternura diante de sua majestade, encanta-se com sua beleza, bebe da sua doçura, sente-se incapaz de achar palavras adequadas para louvá-lo. É o amor que permanece em silêncio, contemplando a Deus com santo temor e um profundo apreço pela pessoa dele".
São Paulo apóstolo escreveu: "O amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado" (Romanos 5,5).
Iluminados pelo divino Espírito Santo, tomado pela graça de Jesus Cristo, tenhamos a excelência do amor a Deus. Amém



Pe. Inácio Jose do Vale
Professor de História da Teologia/Revista Família Cristã

Etiópia: é preciso andar quilômetros para obter água

Se nos países ricos basta rodar a torneira para ter acesso à água potável, em muitas nações os recursos hídricos são bastante limitados. No sul da Etiópia, é preciso caminhar horas para obter esse bem essencial.

Em Oromia, no sul do país, as mulheres caminham quatros horas para chegar à lagoa de Borena. Abdha, uma jovem de 20 anos, é uma das que percorre esse caminho, sempre em grupo e várias vezes ao dia. A seca dos últimos dois anos acabou com as fontes de água mais próximas; o gado vai desaparecendo e a lagoa tem bem menos água. "Não temos sede: estamos habituadas a beber pouco", explica a jovem mãe de cinco filhos, no caminho do regresso, segundo a agência Irin.

As autoridades do país dizem estar preocupadas com a qualidade da água consumida pelas populações das zonas rurais. Entregaram produtos químicos para purificar a água aos responsáveis das aldeias.

Mas, nem todas as localidades foram beneficiadas, devido à falta de recursos. O governo enviou 210 caminhões cisternas de água para Oromia, durante a fase mais crítica da seca.

Mas o serviço acabou sendo afetado pelo aumento dos preços do transporte da água em caminhões, pela diminuição dos recursos hídricos e pelo mau estado das estradas.

No primeiro semestre de 2011, foram detectados mais de 50 casos de diarréia na região. Existe o temor do alastramento de uma epidemia, na sequência da falta de água potável e falta de higiene.

As autoridades locais alertam para a possibilidade da lagoa de Borena secar até outubro, caso não chova.



Revista Missões

Sete em cada dez brasileiros consideram que a cor ou raça influencia o trabalho


Mais da metade da população brasileira (63,7%) reconhece que a cor ou a raça exerce efeitos diferentes nas relações cotidianas. A constatação é de pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 22, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o estudo, o trabalho, citado por 71% dos entrevistados, é a situação cotidiana que mais sofre influência da cor e da raça. Em seguida, aparecem as relações com a polícia/Justiça (68,3%) e no convívio social (65%). O levantamento foi feito em 15 mil domicílios de cinco estados e no Distrito Federal, em 2008.

A Pesquisa das Características Etnorraciais da População: um Estudo das Categorias de Classificação de Cor ou Raça foi feita no Amazonas, na Paraíba, em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Mato Grosso e no Distrito Federal. Do total dos entrevistados, 96% souberam se autoclassificar.


Agência Brasil

Pesquisadora aponta que mouros são retratados de forma negativa em Os Lusíadas


Em Os Lusíadas, obra clássica da literatura portuguesa escrita por Luís Vaz de Camões no século 16, os mouros, islâmicos, são retratados de maneira pejorativa, tendo a covardia e a falsidade como principais vícios. É o que mostra pesquisa feita por Amanda Azis Alexandre, defendida em março como dissertação de mestrado na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, sob orientação da professora Adma Fadul Muhana.

O objetivo do estudo foi comprovar que o mouro como principal inimigo da cristandade era algo recorrente na literatura ibérica do século 16. Para isso, Amanda analisou não apenas o poema épico Os Lusíadas, mas também peças teatrais como O Auto da Barca do Inferno e Exaltação da Guerra, ambas de Gil Vicente, e trechos de textos como Crônica de El-Rei D. Afonso Henriques, de Duarte Galvão, de Ásia, de João de Barros, entre outros.

Confrontos históricos fizeram cristãos e mouros serem principais inimigos“As crônicas foram selecionadas devido ao fato de terem servido de possíveis fontes para o poeta, segundo José Maria Rodrigues, autor do livro Fontes d’Os Lusíadas, que analisa tais textos. Já os outros foram selecionados por serem obras bem conhecidas e citadas”, afirma a pesquisadora.

O trabalho constata que os mouros eram costumeiramente retratados como viciosos. Em um dos textos estudados, Cronica de ElRey Afonso IV, escrita pelo cronista português Rui de Pina, que viveu entre 1440 e 1522, os mouros são seguidores de uma “ceita errada”, chamados frequentemente de “ignorantes”, “danada porfia”, “cegos” e “infiéis”. Esse modo de olhar não difere muito do de Camões. “Tais adjetivos injuriosos eram constantemente utilizados nos textos daquele período. Camões apenas os reproduziu”, explica Amanda.

Mover, educar e deleitar
Os Lusíadas seguem os preceitos retórico-poéticos que vigoravam no século 16 e nos séculos anteriores; sobretudo os presentes na Poética de Aristóteles, filósofo da Grécia Antiga, na Retórica a Herênio e nas Instituições Oratórias de Quintiliano, orador latino que viveu no século 1. Entre os preceitos, o mais conhecido é o triplo fim de toda e qualquer prática letrada: mouere (mover), docere (educar, ensinar) et delectare (deleitar). Ou seja, os textos deveriam, além de deleitar, agradar, seus leitores, transmitir ensinamentos e motivar ações e afetos. “Camões seguiu tais preceitos de perto”, afirma Amanda. “No entanto de uma maneira catolicamente ressignificada”.

Perguntada sobre se existe semelhança entre o discurso encontrado nas obras estudadas com o atual embate entre oriente e ocidente, a pesquisadora diz ter receio de fazer tais aproximações, mas que é possível encontrar semelhanças. Ela cita o filósofo búlgaro Tzvetan Todorov, no livro A Conquista da América. “Ele afirma que o ocidente, geralmente, encara o outro de duas formas: se é um igual deve ser educado, civilizado; se é um desigual pode ser escravizado ou exterminado. Essa forma ainda é uma prática. Grande parte das pessoas do mundo ocidental acha que o mundo árabe precisa se democratizar, se ‘ocidentalizar’. Por que nosso modo de vida é melhor que o deles? Acho isso uma grande hipocrisia”, afirma Amanda.

Ela diz ter a intenção de continuar e ampliar o estudo no doutorado. “Pretendo analisar um maior número de textos, sejam estes poéticos, historiográficos, teológicos, políticos, etc. Quero saber se o vitupério [calúnia, insulto] aos mouros era mesmo uma prática generalizada”, conclui.

AGÊNCIA USP

Terceira idade com saúde


Segundo especialistas, o correto diagnóstico e acompanhamento preventivo das doenças que surgem com a idade são fundamentais para viver melhor na terceira idade.

Sempre que possível, a consulta do idoso deve ser acompanhada por um familiar, pois muitas vezes o paciente tende a omitir informações valiosas, seja por esquecimento ou erro de avaliação.

De preferência, uma consulta inicial deve ser feita com um clínico geral e, depois, conforme o encaminhamento, procurar um especialista.
Isso é necessário, porque nesta fase da vida,há uma maior incidência do surgimento de doenças crônicas, infecciosas, cardiovasculares, endócrinas, tumores, depressão etc.

Veja abaixoa, alguns dos problemas mais comuns que podem surgir nesse período da vida.

Próstata

Todo homem acima de 50 anos deve fazer anualmente o exame de toque retal e de PSA (antígeno prostático específico), que detecta uma proteína cujos níveis sobem na maioria dos casos de câncer de próstata. Se o homem for da raça negra, obeso ou tiver um parente de primeiro grau que já teve o problema detectado (pai, filho ou irmão), as visitas ao urologista devem começar já aos 45 anos. De 80% a 90% dos homens apresentam o crescimento benigno da próstata, mas só um urologista pode fazer esse diagnóstico com segurança.

Câncer de Mama

O câncer de mama mata anualmente dez mil mulheres brasileiras com mais de 35 anos. Uma das principais causas é a detecção tardia do câncer, quando ele já se espalhou por outros órgãos do corpo. O auto-exame dez dias após a menstruação é importante, mas a visita periódica ao ginecologista é indispensável.


Gripe

A gripe é a doença infecciosa que mais abala a saúde dos idosos. Em qualquer época do ano, sintomas como febre, calafrios e mal-estar generalizados devem ser levados a sério. A rinite e a faringite também devem ser tratadas com atenção. É preciso tomar cuidado com as dores de garanta, tosse seca, coriza e congestão nasal. O idoso não pode deixar de receber, anualmente, a vacina contra a gripe.

Depressão

A solidão, a inatividade e as perdas de entes queridos fazem da depressão a principal doença mental do idoso. A doença ainda pode ser provocada pela utilização de remédios, principalmente o uso prolongado de tranquilizantes. Seus sintomas são um estado de humor deprimido ou melancolia. Também pode se manifestar através de agitação, agressividade, ansiedade, dor de cabeça e insônia. A medicação antidepressiva é importante, assim como uma abordagem psicológica.

Quedas e acidentes

No Brasil, as quedas respondem por 70% da mortalidade em pessoas com mais de 75 anos. Estima-se, ainda, que 30% das pessoas acima de 65 anos sofrem ao menos uma queda por ano. Cerca de 34% das quedas geram fraturas. Onde elas acontecem? Em 60% dos casos, em casa, com os idosos fazendo suas atividades diárias.

O trajeto quarto-banheiro, principalmente à noite, é o de maior risco. Tire de casa os tapetes, passadeiras e tudo que possa fazer escorregar. Mantenha os corredores sempre iluminados. Também providencie interruptores de luz em locais de fácil acesso e barras de apoio no banheiro.

Família Cristã

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A Diferença entre Psiquiatra, Psicólogo e Psicanalista


O termo “psi”, bastante utilizado pelas pessoas, muitas vezes pode ser permeado de confusão quanto aos significados, principalmente quando se refere aos profissionais indicados por este termo: psiquiatra, psicólogo ou psicanalista.

O psiquiatra é um profissional da medicina que após ter concluído sua formação, opta pela especialização em psiquiatria, esta é composta de 2 ou 3 anos e abrange estudos em neurologia, psicofarmacologia e treinamento específico para diferentes modalidades de atendimento, tendo por objetivo tratar as doenças mentais. Ele é apto a prescrever medicamentos, habilidade não designada ao psicólogo. Em alguns casos, a psicoterapia e o tratamento psiquiátrico devem ser aliados.

O psicólogo tem formação superior em psicologia, ciência que estuda os processos mentais (sentimentos, pensamentos, razão) e o comportamento humano. O curso tem duração de 4 anos para o bacharelado e licenciatura e 5 anos para obtenção do título de psicólogo. No decorrer do curso a teoria é complementada por estágios supervisionados que habilita o psicólogo a realizar psicodiagnóstico, psicoterapia, orientação, entre outras. Pode atuar no campo da psicologia clínica, escolar, social, do trabalho, entre outras.

O profissional pode optar por um curso de formação em uma abordagem teórica, como a gestalt-terapia, a psicanálise, a terapia cognitivo-comportamental.

O psicanalista é o profissional que possui uma formação em psicanálise, método terapêutico criado pelo médico austríaco Sigmund Freud, que consiste na interpretação dos conteúdos inconscientes de palavras, ações e produções imaginárias de uma pessoa, baseado nas associações livres e na transferência. Segundo a instituição formadora, o psicanalista pode ter formação em diferentes áreas de ensino superior.

Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

Dia Nacional do Escritor


O dia 25 de julho é um dia dedicado a homenagear o escritor brasileiro, aquele que elabora artigos científicos, pautados em verdades comprovadas, ou textos literários, divididos em vários gêneros.

O surgimento da data se deu a partir da década de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Escritores, a que os dois eram presidente e vice-presidente, respectivamente. Porém, de alguns anos para cá, as dificuldades dos escritores tem sido muito grandes, principalmente no que diz respeito à publicação de suas obras. Despreocupados com a qualidade dos textos, mas com a quantidade de vendas dos produtos, muitos editores lançam volumes que garantem retorno econômico à empresa.
Além disso, os meios de comunicação virtual publicam na íntegra, gratuitamente, obras de vários autores, sem considerar os respectivos direitos autorais, causando prejuízos aos mesmos.

Em razão do mundo virtual, jovens e crianças têm perdido o contato com os livros, passando grande tempo na frente do computador ou da televisão. Com isso, o acesso ao mundo letrado tem diminuído consideravelmente, e com ele as vendas dos artigos literários.
Ler é importante para o desenvolvimento do raciocínio, para desenvolver o aspecto crítico do leitor, criando novas opiniões e estimulando sua criatividade. Quando lemos, nos reportamos para outros lugares, como se estivéssemos viajando no tempo e no espaço.

As riquezas literárias são muitas, podendo estar divididas em textos científicos, que comprovam as teorias, e textos literários do tipo romance, comédia, suspense, poemas, poesias, biografias, músicas, novelas, obras de arte, literatura de cordel, histórias infantis, histórias em quadrinhos, dentre vários outros.

Pesquisa realizada em 2001, pela Câmara Brasileira da Indústria do Livro, comprovou que cerca de 61% dos adultos alfabetizados do país mantém pouco contato com livros, enquanto que a camada mais baixa da população, cerca de seis milhões e meio de pessoas, alegam não ter condições de adquirir livros.

Hoje em dia o Brasil conta com mais de trinta projetos de incentivo à leitura, bem como de divulgação das bibliotecas públicas do país e seus acervos bibliográficos, sendo o PNLL (Plano Nacional do Livro e Leitura) o mais importante deles. O programa oferece apoio a novos escritores, defende os direitos autorais dos escritores, abona apoio às publicações para novos autores, investem em traduções, mantém premiações e bolsas de incentivo para novos escritores.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Amizade, dom de Deus


Um amigo é uma escolha de Deus para nós. Uma amizade não se dá por escolhas humanas, não somos nós quem escolhemos, esse ou aquele para ser nosso amigo, mas sim Deus. O nosso papel é apenas aprovar e acolher tal escolha, e dessa forma abrir as portas do coração.

A amizade é como um sacramento.

E o que é um sacramento?

Um sacramento é um sinal visível do amor de Deus por nós.

Um amigo é também um sinal visível do amor de Deus, e do infinito amor de Deus por nós.

O amigo é aquele que nos conhece tal como somos, conhece o melhor de nós, mas também o pior, e aceita-nos e ama-nos como somos.

Numa amizade experimentamos o amor puro, o amor que não espera nada em troca, o amor que não espera ser reconhecido, o amor que apenas ama.

E o amor, só é amor porque é livre.

E é essa face do amor que experimentamos quando temos um amigo, é o amor livre é o que se vive numa amizade. O amor paciente, o que não busca seus próprios interesses, que tudo desculpa, que tudo suporta, e porquê?

Porque é livre para amar, e amar como ama a si mesmo.

Olhando para minha história, percebo a generosidade de Deus nas suas escolhas. Deus na sua infinita bondade me deu amigos, amigos que são como a chuva que caindo sobre a semente tem o poder de a fazer germinar, são como anjos, mensageiros, enviados de Deus, são em minha vida, a ajuda adequada, e sempre, no tempo oportuno.

O próprio Jesus no Evangelho, já nos diz:

“Já não vos chamo servos, mas de amigos!”

O amor que o amigo Jesus manifestou a nós, foi o amor mais sublime, o amor mais puro, o amor livre, que em tamanha liberdade amou até o fim, o amor capaz de dar a vida, e de trazer à vida.

É esse amor verdade que somos chamados a viver numa amizade.

Assim como na Santíssima Trindade, o amor que transborda, o amor que gera vida.

O amor que alimenta uma amizade, o amor que une os amigos precisa transbordar e gerar vida.

É essa experiência que nossas amizades precisam nos levar a fazer, amar ao ponto de poder dizer:

-Sou capaz de dar a vida por você!

Amar ao ponto de, a partir da nossas amizades, gerarmos vida. E isso só é possível, viver a verdadeira amizade só é possível, quando acolhemos a escolha de Deus, pois a amizade brota da íntima experiência com o maior e melhor amigo; Jesus.

Quando somos capazes de perceber tais escolhas, somos capazes de levar e sermos levados a Deus por um amigo, somos capazes de amar com amor verdadeiro, somos capazes de gerar vida.

E a Palavra de Deus nos assegura: “O amigo é uma proteção poderosa!”

Deixo para você o convite de viver a verdadeira amizade, aquela que é capaz de gerar vida!

Com orações…

Ana Paula Meneses
Comunidade Canção Nova

domingo, 17 de julho de 2011

Um pouco de Cingapura

Cingapura é uma ilha, uma cidade e um estado ao mesmo tempo. Organizada e limpa, considerada como uma Suíça do oriente, Cingapura compartilha outra característica com o país do chocolate: ser um lugar caro.


Nome oficial: República de Cingapura (Republik Singapura / Xinjiapo Gongheguo / Singapur Kudiyarasu).
Nacionalidade: cingapuriana.
Data nacional: 9 de agosto (Dia da Pátria).
Capital: Cidade de Cingapura.
Idioma: malaio, mandarim, tâmil e inglês (oficiais).
Religião: budismo, taoísmo e religiões tradicionais 54,4%, islamismo 14,9%, cristianismo 12,9%, hinduísmo 3,3%, sem filiação 14,5% (1995).
População: 3,6 milhões (2000)
Moeda: dólar de Cingapura.
Forma de governo: República parlamentarista.



No Turismo, Cingapura tem dentre alguns pontos a região de Chinatown (grande população de chineses dentro de uma sociedade não-chinesa), sendo considerado o centro cultural do país com templos, terraços e lojas para poder ser visitado. Outro destaque fica com Sentosa Island que possui museus, aquários e praias diversas.



sexta-feira, 15 de julho de 2011

Cientistas descobrem anticorpos que atacam HIV

As moléculas do sistema imunológico de algumas pessoas que são capazes de neutralizar o HIV têm uma origem comum no DNA, mostra uma nova pesquisa.
A descoberta foi feita por cientistas dos EUA e da Alemanha estudando voluntários que contraíram o vírus, mas não apresentam sintomas da doença.
Desenvolvendo um novo método para identificar anticorpos --proteínas que atacam micróbios invasores no organismo-- os pesquisadores descobriram 576 tipos diferentes dessas moléculas.
E a surpresa: todas elas, apesar de marcadas diferenças, eram extremamente agressivas contra o HIV e tinham origem em apenas dois trechos distintos de DNA.

Detalhes da estrutura de partículas do vírus HIV, visualizadas com microscopia eletrônica

Já se sabia que alguns anticorpos humanos eram capazes de neutralizar o HIV, mas um estudo sobre o novo achado, publicado hoje na revista "Science", é o primeira a dar uma pista sobre como o sistema imune os fabrica.

"Descobrimos que existe uma certa similaridade entre as respostas imunes de diferentes pessoas, que usam o mesmo anticorpo inicial para produzir os anticorpos que neutralizam o HIV", diz Michel Nussenzweig, brasileiro que trabalha na Universidade Rockefeller, de Nova York, e é coordenador do estudo.

"Achamos isso estranho e interessante, porque as respostas imunes costumam ser muito diversificadas na maioria das pessoas."

Isso era uma barreira para cientistas que pretendiam usar esses anticorpos como inspiração para produzir uma vacina. Sem saber a origem das moléculas, era difícil saber como "provocar" o sistema imunológico da maneira correta para produzi-las.
Agora, além de ter uma pista sobre como o corpo começa a produzir essas moléculas, Nussenzweig e colegas conseguiram determinar melhor como elas são.
Ao analisar com detalhe a estrutura de um dos anticorpos obtidos, viram que ele é capaz de atacar o calcanhar-de-aquiles do vírus: o pedaço da carapaça do HIV que se gruda nas células humanas antes de atacá-las.
Se pesquisadores descobrirem a molécula do vírus que desencadeia a produção desse anticorpo, isso poderia ser traduzido em uma vacina.

"Estamos tentando achar outros anticorpos com essa característica, porque talvez seja preciso mais de um para isso", diz o cientista.

A produção de uma vacina a partir dessa ideia ainda pode estar muitos anos à frente, mas a descoberta anunciada hoje pode ganhar outro tipos de aplicação. Segundo Nussenzweig, usando engenharia genética é possível clonar os superanticorpos para usá-los diretamente como agentes terapêuticos.

"Os anticorpos que identificamos são mais potentes do que os que já eram conhecidos e são muito abrangentes, capazes de reconhecer 90% das linhagens de HIV registradas", diz. "Não sabemos ainda se o uso direto dessas moléculas pode ajudar em terapia para soropositivos, mas é possível que sim."

Folha de São Paulo

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Contra o estresse, boa alimentação


O estresse atinge cerca de 90% da população mundial, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo especialistas em Nutrição, uma das formas de combater esse mal é comer. Mas é preciso escolher os alimentos certos, que ajudam a aliviar a tensão. Entre eles, os que contêm ‘gorduras boas’, como o abacate.

Pessoas estressadas têm um aumento do nível do hormônio cortisol no sangue, o que desencadeia diversos sintomas, como tensão muscular, cansaço, desânimo e até compulsão alimentar. Segundo a nutricionista do Mundo Verde Thaís Souza, o primeiro passo é combater o aumento excessivo da produção deste hormônio. “As gorduras boas combatem o aumento dos níveis do cortisol. Elas estão presentes em óleos vegetais e no abacate”, afirma.

Outro hormônio relacionado ao estresse é a serotonina, responsável pela sensação de bem-estar. Para aumentar a produção dele, é preciso consumir ingredientes como quinua, arroz integral, leguminosas (feijão e soja), chocolate amargo, banana e algas.

Uma das atitudes mais comuns em pessoas estressadas é comer muito. Para combater este sintoma — que pode acarretar obesidade, hipertensão e diabetes —, a recomendação é ingerir cereais integrais, frutas e hortaliças.

Os sintomas e seus antídotos

CANSAÇO E DESÂNIMO
Para evitá-los, escolha fontes de vitamina B, como sementes de girassol e gergelim. Elas ajudam no fornecimento de energia.

IMUNIDADE BAIXA
Sementes também têm zinco, antioxidante encontrado igualmente em frutas vermelhas, verduras e legumes. Ele combate radicais livres e fortalece o sistema imunológico.

TENSÃO MUSCULAR
O consumo de oleaginosas, como castanhas, nozes, aveia e semente de abóbora, ricas em magnésio, ajudam no relaxamento dos músculos.

INSÔNIA
Chás de camomila, erva doce e cidreira ajudam a relaxar, acalmar e induzir o sono perdido.

COMPULSÃO POR COMER

Alimentos ricos em fibras, como cereais e frutas, dão sensação de saciedade e diminuem o apetite, fazendo a pessoa comer menos.

O Dia

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Como o Corinthians é campeão mundial sem ter a Libertadores?


O Timão disputou o primeiro Campeonato Mundial de Clubes da Fifa como convidado e conquistou o caneco. Desde 1960, o campeão europeu e o campeão sul-americano, vencedor da Libertadores da América, disputavam o título da temporada. Até que, em 2000, a Fifa resolveu testar um novo formato, com oito times: seis escolhidos pelas confederações continentais, mais Real Madrid - campeão mundial de 1998 - e um indicado pela CBF, já que o Brasil sediou o torneio. A Conmebol, confederação sul-americana de futebol, selecionou o Vasco pelo título da Libertadores de 1998 (quando o mundial foi realizado, porém, o Palmeiras era o então campeão sul- americano). O Corinthians entrou na disputa por ter vencido o Brasileirão de 1998. Mas por que não o de 1999? À época, a CBF afirmou que o resultado do campeonato brasileiro sairia só em dezembro, muito próximo ao mundial - o que não fez diferença, já que o Corinthians foi bicampeão em 99. Enfim, o Coringão bateu o Vasco na final e foi campeão mundial sem jamais ter conquistado a América do Sul.
_______________________

PASSAPORTE CARIMBADO

O Vasco é considerado o 1º campeão sulamericano pelo título de um torneio em 1948. Já o Palmeiras tentou fazer valer o título de campeão mundial por vencer a Copa Rio em 1951... mas a Fifa negou!

>> Em 2011 o Timão vai à Libertadores pela 9ª vez! Na melhor campanha, em 2000, perdeu a semifinal para o Palmeiras.

Fonte: FIFA

Qual é a origem desses símbolos religiosos?


CRUZ (Cristianismo)

Símbolos semelhantes já apareciam em culturas pagãs, antes de Cristo. Ela só foi adotada pelos cristãos quando o imperador romano Constantino aboliu as condenações na cruz, no início do século 4. Além de representar a morte de Cristo, a cruz simboliza Deus, Jesus e o Espírito Santo, nas pontas superior, inferior e laterais, respectivamente

ESTRELA DE DAVI (Judaísmo)


Duas pirâmides - uma apontando para cima e outra invertida - representam a união ou equilíbrio entre o céu e a terra. Diz-se que Davi, importante rei de Israel, mandava gravar o símbolo nos escudos de seu exército como amuleto de proteção. A partir daí, a estrela de Davi passou a ser identificada com o povo israelita

LUA CRESCENTE COM ESTRELA (Islamismo)


Estudiosos supõem que, mesmo antes do islamismo, árabes nômades cultuavam a Lua por viajarem à noite. Quando o símbolo foi adotado na bandeira do islâmico império turco-otomano, passou a ser identificado com os muçulmanos. Mesmo assim, muitos fiéis negam a utilização de qualquer símbolo para representar a fé islâmica

OM (Hinduísmo)


É a forma escrita, em sânscrito, do principal mantra hindu. Os mantras são palavras, poemas ou textos entoados durante a meditação para auxiliar na concentração e invocar divindades. Vários textos dos Vedas - as escrituras sagradas hinduístas - começam com Om - pronuncia-se Aum - e significa "aquilo que protege".

Mundo Estranho

Como se forma o mau hálito?


O mau hálito, ou halitose, costuma ter origem em problemas relacionados à má higiene na boca. Restos de alimentos, escovação ruim, gengivite, cáries, pouca saliva e a saburra (placa bacteriana formada na língua) respondem por 90% dos casos do "bafo de onça". Aproximadamente 40% da população brasileira apresenta o problema, que também pode ser provocado por maus hábitos alimentares, algumas doenças e até certos medicamentos. "Cerca de 60 fatores podem causar mau hálito. E, em geral, há uma complexa interação entre eles", afirma o cirurgião-dentista Eduardo Dutra, presidente da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas dos Odores da Boca (ABPO). Aquele bafo ocasional, que acomete todo mundo vez ou outra, tem soluções simples. A primeira providência é caprichar na escovação, lançando mão, por exemplo, do fio dental. Alimentar-se a cada três horas também ajuda, de preferência com alimentos ricos em carboidratos e fibras - como frutas e cereais. Isso porque o jejum faz com que o corpo gaste calorias provenientes da gordura armazenada no organismo. A queima dessas calorias provoca gases malcheirosos que entram na corrente sanguínea e acabam sendo exalados pela boca e pelo nariz. Beber 2 litros de água por dia também colabora no controle (veja na ilustração ao lado). Já o mau hálito crônico, que afeta cerca de 35% da população mundial, é mais grave. "Além de problemas na boca, em cerca de 3% dos casos ele também pode ser causado por doenças, como diabetes, sinusite, problemas intestinais, doenças hepáticas e pulmonares, entre outras", diz Dutra. Em geral, as pessoas não se tocam que têm um bafão, já que o olfato se adapta rapidamente a qualquer odor constante. A dica é ficar atento a sintomas como gosto alterado, sensação de boca seca e sangramentos na gengiva. Nesses casos, um especialista poderá medir a intensidade do hálito e identificar as causas.

.Cardápio perigoso Alguns alimentos ajudam. Outros..

RANGOS DO "BEM"...

Aqueles que contêm fibras ajudam a evitar a halitose. Entre os mais indicados estão a maçã, a cenoura, o pepino e folhas em geral. Como precisam ser bem mastigados, eles estimulam a produção de saliva, que "lava" a região

...E DO "MAL"

Cebola e alho têm substâncias com odores muito fortes que, além de deixarem um mau cheiro na hora, entram na corrente sanguínea, passam pelos pulmões e voltam a sair pela boca mais tarde. Quem tem problemas no fígado deve evitar alimentos com enxofre, como alcachofra, brócolis e ovo.

Mundo Estranho

O que é o Santo Sudário?


É um pano de linho com 4,36 metros de comprimento e 1,1 metro de largura que teria sido utilizado para envolver o corpo de Jesus Cristo após sua crucificação. O primeiro registro histórico data de 1354, quando ele foi entregue a uma igreja na cidade francesa de Lirey pelo conde Geoffroi de Charnay. Em 1535, três anos depois de ter escapado de um incêndio, o sudário foi transferido para a Itália, onde está exposto até hoje na Catedral de São João Batista, em Turim. Ao longo dos últimos séculos, a autenticidade da peça se transformou no centro de uma das polêmicas científicas mais acaloradas da história, envolvendo milhares de estudiosos.

A dúvida já vinha da própria Idade Média, tanto que, no século XIV, o papa Clemente VII declarou que era mais seguro afirmar que se tratava apenas de uma pintura representando o verdadeiro sudário de Cristo, para pôr fim ao bate-boca entre os religiosos. Mais de 500 anos depois, porém, a discussão voltou à tona por causa de uma fotografia tirada em 1898. O que antes não passava de manchas sem muita definição revelava-se agora a imagem nítida de uma pessoa, em negativo (a forma correta como as feições ficariam impressas no pano). Em 1973, o Vaticano liberou o sudário para análises científicas e o criminologista suíço Max Frei descobriu que o tecido possui vestígios de pólen de plantas que existiam na Palestina no início da era Cristã, um indício importante a favor da autenticidade da peça. Em 1988, no entanto, um consórcio de três laboratórios concluiu, com base no método de datação do carbono-14, que a peça teria sido produzida entre os anos 1260 e 1390 - mas nem esse resultado trouxe um consenso científico. Vários estudos indicam que o exame pode ter sido realizado de maneira inadequada. Em 1994, os químicos russos Dmitri Kouznetsov e Andrei Ivanov mostraram que o forte calor ao qual a peça foi submetida durante o incêndio de 1532 pode ter fornecido pistas falsas: o carbono gerado pelas queimas poderia ter se incorporado ao tecido, alterando o resultado do teste. Além disso, os microorganismos que se desenvolveram na trama ao longo dos últimos séculos também poderiam ter invalidado os testes. Em 1995, foi descoberta uma espécie de verniz produzido naturalmente pelos fungos e bactérias do sudário, material que, de acordo com os microbiologistas Leoncio Garza-Valdés e Stephen Mattingly, também poderia ter afetado a datação pelo carbono-14. Ainda na década de 90, o químico Alan Adler demonstrou que, além de possuir vestígios de sangue, o tecido estaria impregnado de substâncias liberadas pelo organismo em situações de estresse, fortalecendo a tese de que o sudário teria sido realmente a mortalha de Cristo.

Para completar, em um artigo publicado há apenas três meses, outro químico, Raymond Rogers, da Universidade da Califórnia, afirma que os testes de 1988 usaram amostras inadequadas e que o método de confecção do sudário indica que ele foi feito muito antes do século XIII. Ainda assim, vários cientistas continuam defendendo a análise com carbono-14. E a Igreja? Desde que começaram esses testes científicos, o Vaticano adota uma postura neutra. "Não cabe à Igreja, mas sim à ciência, descobrir se a peça é autêntica ou não. Para os católicos, se um dia vier a ser provado que se trata apenas de uma pintura muito bem feita, seu valor simbólico continuará falando mais alto", diz o padre Dimas Lara Barbosa, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Mundo Estranho

Opiniões sobre o Sudário de Turim

Papa Paulo VI - "Olho esse rosto e todas as vezes que o olho, o coração me diz: é Ele. É o Senhor." Dizia ainda: "Grande sorte, portanto, a nossa, uma vez que essa figura do santo Sudário nos permite contemplar alguns traços autênticos da adorável figura física de nosso Senhor Jesus Cristo e socorre o nosso desejo, hoje tão ardente, de poder conhecê-lo também visivelmente! Recolhidos diante de tão preciosa relíquia, crescerá em nós, crentes ou profanos, o fascínio misterioso dele, e ressoará em nossos corações a admoestação evangélica de sua voz, convidando-nos a procurá-lo onde ele ainda se esconde e se deixa descobrir, amar e servir em figura humana: 'Cada vez que o fizestes a um desses meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes' (Mt 25,40)".

Cardeal Anastásio Ballestrero - "Sabemos que, no Sudário, a imagem misteriosa do homem crucificado impressiona. É um sinal ao qual podemos nos referir para tomarmos mais viva nossa meditação sobre a paixão e a morte do Senhor. Um sinal no qual podemos inspirar-nos para vermos nesse homem crucificado não só o Senhor Jesus, no qual cremos e que amamos e adoramos, mas também todos os irmãos crucificados, aos quais estamos ligados pela caridade do Evangelho e nos quais podemos e devemos amar o Salvador." ... "A torturada imagem do Sudário pode tomar-se o retrato de cada pessoa que vive na fé sua paixão pessoal, aceitando sua dor, e compreendendo o fermento de esperança e o poder de transfiguração que a Cruz oferece à vida. O Homem do Sudário, nu, sem nenhuma soberba, sem nenhuma arrogância, sem nenhuma violência, interpela-nos com a sacralidade da dor e com a majestade da paz, e, por assim dizer, constrange-nos a sermos melhores. Esse rosto nos traspassa e nos seduz!"

Papa João Paulo II - "Uma relíquia extraordinária e misteriosa, e, - se aceitarmos os argumentos de muitos cientistas, - uma testemunha singularíssima da páscoa, da paixão, da morte e da ressurreição. Testemunha muda e, ao mesmo tempo, surpreendentemente eloqüente!".

Escritor Françóis Mauriac - "Naquela mísera carne, saída de um abismo de humilhações e de torturas, Deus resplandece com uma grandeza suave e terrível, e aquele rosto venerável pede talvez mais adoração do que amor."

Aos sete anos, baterista mais jovem do mundo já fez mais de 20 shows

O jovem americano Julian Pavone, de sete anos, foi anunciado nesta terça-feira (12) como o mais jovem baterista profissional do mundo. O título foi reconhecido pela organização do Guinness World Records.

Nascido em Macomb, Michigan, ele precisou tocar em pelo menos um álbum lançado comercialmente e ter feito ao menos 20 apresentações nos últimos cinco anos para ganhar o título.

No canal oficial do jovem baterista no YouTube, é possível conferir seu talento com as baquetas. Num dos vídeos, ele acompanha as bases de "Tom Sawyer", do Rush.


G1

Você queria a separação, mas seu parceiro ganhou na loteria. E agora?

O que você faria se o seu parceiro, ou parceira, ficasse milionário da noite para o dia em meio ao processo se separação? Separa ou fica junto?


Fica junto. Não custa nada dar uma chance, né?
____________62.25%

Separa. O dinheiro não pode comprar o amor.
______37.75%


Enquete feita no site R7. Surpreso?!

Carinho é mais importante para os homens, diz estudo


Ao contrário do que imagina o senso comum, afagos e carinhos são mais importantes para os homens do que para as mulheres em uma relação duradoura, segundo um novo estudo internacional.

Pesquisadores que avaliaram adultos nos Estados Unidos, Brasil, Alemanha, Japão e Espanha descobriram também que os homens têm maior propensão a estarem felizes no seu relacionamento, e que a frequência de beijos e carinhos é um indicador preciso da felicidade masculina.

A diretora do Instituto Kinsey, Julia Heiman, da Universidade de Indiana, disse que ficou surpresa com o estudo, que será publicado na revista Archives of Sexual Behavior.

- Alguns dos estereótipos que temos nascem daquilo que nos sentimos confortáveis em acreditar, que os homens preferem o sexo, e as mulheres preferem a intimidade ao sexo, por exemplo.

Os pesquisadores examinaram mais de mil casais com idades entre 40 e 70 anos e com relacionamentos durando em média 25 anos, nos cinco países.

Ao contrário dos homens, as mulheres ficavam mais felizes com o passar do tempo, segundo as entrevistas. Se elas estavam com o parceiro há menos de 15 anos, tinham menor propensão a estarem satisfeitas sexualmente, mas esse percentual subia significativamente após a marca dos 15 anos.

- Possivelmente, as mulheres se tornam mais satisfeitas ao longo do tempo porque suas expectativas mudam, ou porque suas vidas mudam com os filhos crescidos. Por outro lado, as que não estavam sexualmente tão felizes podem não ficar tanto tempo casadas.

Os japoneses - homens e mulheres - se disseram significativamente mais felizes nos seus relacionamentos do que os norte-americanos, que por sua vez estavam mais satisfeitos que os brasileiros e espanhóis.

Os homens japoneses, em especial, mostravam-se sexualmente satisfeitos num percentual superior ao dobro do que em outras nacionalidades.

Heiman disse, no entanto, que não sabe explicar isso.

- Os casais japoneses podem interpretar as perguntas da pesquisa de forma ligeiramente diferente. Talvez os norte-americanos interpretem isso de forma muito mais crítica.

As mulheres japonesas e brasileiras também demonstravam maior propensão que as norte-americanas para se dizerem felizes com suas vidas sexuais.

- Os norte-americanos são notoriamente insatisfeitos com as coisas. Os Estados Unidos certamente não são o país mais feliz do mundo quando se trata de compará-lo aos demais.

Heiman disse que os dados talvez reflitam a dinâmica de um relacionamento duradouro.

- Talvez tenha a ver com a durabilidade. Um fator importante é há quanto tempo vocês estão juntos. O que você valoriza como importante pode significar muito mais depois de um longo período.

R7

segunda-feira, 11 de julho de 2011

2050: PAÍSES MAIS POPULOSOS

Índia em destaque no mapa

A população total estimada para 2050 chegará a 9,15 bilhões de pessoas no mundo. Segundo previsão, os países que terão o maior crescimento populacional são:

1º - Índia: 1,6 bilhão
2º - China: 1,4 bilhão
3º - EUA: 404 milhões
4º - Paquistão: 335 milhões
5º - Nigéria: 289 milhões
6º - Indonésia: 288 milhões
7º - Bangladesh: 222 milhões
8º - Brasil: 219 milhões
9º - Etiópia: 174 milhões
10°- Rep. Dem. do Congo: 148 milhões.


Outros países: 4 bilhões



Revista Veja

Bebida à base de farinha de uva pode prevenir doenças

Bedida desenvolvida a partir da farinha do bagaço da uva tem potencial para prevenir ou reduzir, em mulheres saudáveis, o estresse oxidativo e suas consequências: envelhecimento precoce, doenças cardiovasculares e alguns tipos de cânceres. Isto ocorre devido à existência de ácidos fenólicos na bebida, substâncias antioxidantes que protegem o organismo contra a ação de radicais livres que provocam estes tipos de doenças.

O objetivo da pesquisa realizada por Marcela Piedade Monteiro, sob a orientação da professora Elizabeth Torres, da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, em São Paulo, foi desenvolver um produto a partir de um subproduto do suco de uva e avaliar se o mesmo traria algum benefício a mulheres saudáveis.

Para a obtenção da bebida, a pesquisadora utilizou uma farinha de bagaço de uva , produto desenvolvido e patenteado pela doutora Emília Ishimoto e pela professora Elizabeth Torres em 2008. A farinha é produzida com o bagaço, que é formado por cascas e sementes, obtido das uvas prensadas após a separação do líquido (suco concentrado) a ser engarrafado.

A produção da bebida ocorre a partir do acréscimo de água a aproximadamente 4,8% da farinha e da homogeneização feita por técnica industrial. Segundo a pesquisadora, essa bebida “ possui aparência semelhante ao suco de açaí.”

O próximo passo da pesquisa foi identificar a aceitabilidade da bebida. Pra isso, foi feita análise sensorial com o uso de uma escala hedônica estruturada de 9 pontos em que havia a observação de parâmetros como odor, aroma, sabor e gosto. Para cada critério, a pontuação varia de 1 (desgostei muitíssimo) a 9 (gostei muitíssimo), sendo a média 6 (gostei ligeiramente).

A bebida obteve nota igual a 6 em todos os quesitos, o que a definiu como aceitável. Por isso, a etapa seguinte passou a ser realizada.

Por meio de análises físico-químicas foram testados pH, cor, grau Bricks (quantidade de açúcar presente na bebida) e a capacidade antioxidante, que significa proteger contra o ataque de radicais livres. Assim, foram quantificados os compostos fenólicos, que possuem propriedades antioxidantes.

A segunda etapa da pesquisa foi experimentá-la em uma intervenção que envolveu 15 mulheres jovens e saudáveis. Esta fase foi dividida em quatro etapas. Inicialmente, foi feita a coleta de sangue como amostra controle para verificar as modificações ao longo das demais fases, a seguir as mulheres foram divididas em dois grupos. A primeira metade ingeriu por 15 dias a bebida de farinha. Posteriormente, não beberam nada que contivesse uva por 15 dias.

Nos últimos 15 dias, ingeriram um suco comercial em pó de uva de baixa caloria, equivalente à bebida em estudo. Já o segundo grupo intercalou o suco em pó, nada e a bebida. A cada etapa o sangue era novamente coletado. Foi recomendado a todas as mulheres que não modificassem a dieta, apenas que não se bebesse mais nada que pudesse conter uva e interferir na análise.

Nenhuma modificação significativa pôde ser percebida após a ingestão do suco em pó em relação à amostra controle de sangue. Já quanto à bebida, a melhora foi significativa no que se relaciona à capacidade antioxidante.

– O que é muito bom, explica a pesquisadora, porque indica que pode contribuir na prevenção ou redução de doenças relacionadas ao estresse oxidativo, tais como envelhecimento precoce e doenças cardiovasculares.



Correio do Brasil

Missão: regras inéditas para os cristãos


A maior parte das Igrejas colocam em primeiro lugar o dever evangélico de testemunhar e de proclamar a Palavra de Deus. Mas, evidentemente, as práticas não são as mesmas, particularmente em matéria de evangelização.

A reportagem é de Henrik Lindell, publicada na revista francesa Témoignage Chrétien

Certas campanhas de anúncio da fé, às vezes percebidas como ofensivas, por exemplo em países de maioria muçulmana, além da falta de respeito pelas diferenças culturais correm o risco de se tornarem contra-testemunhos.

Há regras comuns entre os cristãos?

Pela primeira vez, um documento que reúne as grandes correntes do cristianismo tenta responder a essa pergunta. Intitulado: "Testemunho cristão em um mundo multirreligioso: Recomendações para um código de conduta", o texto foi preparado e assinado pelo Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-Religioso, pelo Conselho Ecumênico das Igrejas e pela Aliança Evangélica Mundial.

Participaram o cardeal Jean-Louis Tauran, pelo Pontifício Conselho, Olav Fykse Tveit, secretário-geral do Conselho Ecumênico, e Geoff Tunnicliffe, seu homólogo para os evangélicos.

Por ocasião da sua apresentação em Genebra, no dia 28 de junho, ele foi definido como um "texto histórico". Parece ter sido a primeira vez, depois da reforma no século XVI, que cristãos adotam um documento conjunto cujo objetivo é fazer recomendações a todos os seus membros. Teoricamente, os três órgãos signatários representam 90% dos cristãos do mundo.

Bem comum


O que diz o documento? Mesmo insistindo no caráter essencial da proclamação da Palavra e do testemunho "para todo cristão", ele exorta a uma melhor compreensão dos "princípios do Evangelho", incluindo o respeito e o amor por todo ser humano, independentemente de sua religião ou crença.

Os cristãos são convidados a compreender melhor as crenças e as práticas que não são as suas (Princípio 10). Entre as recomendações, lê-se: "Os cristãos devem evitar apresentar sob falsa luz as crenças e as práticas de pessoas de outras religiões" (Recomendação 3). Também é sublinhada ainda a necessidade de trabalhar pela liberdade religiosa e pelo bem comum.

Muitos comentaristas falaram de denúncia de proselitismo. Na realidade, esse termo não aparece no texto. Não se encontra nem a palavra "evangelização". Na leitura, compreende-se que o que os autores consideram como um problema não é o anúncio da fé, nem o testemunho de Cristo, mas sim todo ato ou expressão que corram o risco de perturbar as relações humanas.

Foram necessários cinco anos para elaborar esse documento. O exercício em si é muito delicado. Os católicos, os luteranos-reformados, os ortodoxos e os evangélico-carismáticos têm muito pouco hábito de trabalhar juntos, particularmente sobre o problema do testemunho cristão.

Inter-religioso

Mas o fato mais "político" é que os autores explicam que trabalharam em um "espírito de cooperação evangélica". Expressam mais de uma vez o desejo de se comprometer no diálogo inter-religioso. Recomendam que todos se comprometam na "defesa inter-religiosa", a fim de promover a justiça e o bem comum.

Tudo isso pode parecer banal, mas do lado católico e sobretudo junto aos evangélicos, o reconhecimento de outras religiões, ou até de outros cristianismos, nem sempre se dá naturalmente.

Como destacou o secretário-geral da Aliança Evangélica, Geoff Tunnicliffe, esse documento é, por essa razão, "uma grande realização". As Igrejas membros das diversas organizações são agora convidadas a estabelecer as suas próprias regras em função desse código de conduta.

IHU

Eis acima o mapa contendo a nova Classificação de Países por Perseguição aos cristãos, anualmente elaborada pela Missão Portas Abertas.

sábado, 9 de julho de 2011

Charges para o "Dia da Pizza"

blogdobg

aescritanasentrelinhas

esseeonossobrasil.blogspot

esseeonossobrasil.blogspot

O que significa a frase.. " E tudo acaba em PIZZA" ?

A expressão ‘acabar em pizza’ tem sido utilizada todos os dias no Brasil, mais precisamente relacionada a fatos que acontecem na capital federal, onde corrupção e descaso com verbas públicas frequentemente resultam na mais sofisticada impunidade. Porém, o ‘tudo acaba em pizza’, que hoje está intimamente ligado à área política, teria começado mesmo na área dos esportes.

Diz a lenda que em um certo dia houve uma calorosa discussão entre diretores do clube do Palmeiras, em São Paulo. Depois da reunião, todos, parecendo alheios à briga, foram a uma pizzaria e deixaram a confusão para trás. No dia seguinte, o jornal publicou "Briga no palmeiras termina em pizza". A explicação é dada pelo jornalista Eduardo Martins, autor do Manual de Redação do jornal O Estado de São Paulo.



Yahoo!Respostas

Comunidade Shalom completa 29 anos


Neste sábado, dia 9, a Comunidade Católica Shalom completou 29 anos de fundação. Uma celebração eucarística no Centro de Evangelização da Paz, em Fortaleza, às 19h, marcou a data.

Tudo começou com uma inspiração: criar uma lanchonete para atrair os jovens que, de modo algum, aceitariam convite para participar de uma missa ou retiro mas dificilmente se recusariam ao apelo para comer um sanduiche e tomar um refrigerante.

Deste modo no dia 9 de julho de 1982 estava sendo inaugurada a lanchonete do Senhor com a presença, bênção e incentivo do cardeal Aloísio Lorscheider. Para a época uma grande novidade pois lanchonete naquele estilo contava-se nos dedos.

A inspiração tomou forma, atraiu jovens, famílias e crianças. Outras ações inovadoras foram surgindo e o anúncio do evangelho tornando-se mais atraente. Alguns membros escolheram deixar seus planos pessoais para viverem como missionários, outros conciliam a vida secular e compromissos na Comunidade. Existem também os chamados amigos do Shalom e aqueles que são participantes ativos dos eventos.

Em 2007 a Comunidade genuinamente cearense foi reconhecida como Associação Internacional de Fieis pela Sé Romana. As palavras de Bento XVI à instituição reunida na Praça de são Pedro foi “sede uma igreja missionária”.

A Comunidade Shalom está presente em 63 cidades, sendo 38 no Brasil e 25 no exterior. Uma das missões mais recentes é em Utrecht na Holanda e Setubal em Portugal. Também existe missão do “Shalom” em Israel, no Oriente Médio e no continente Africano.

Ao todo são 4.752 missionários na Comunidade de Vida e de Aliança. Grupos de oração chega-se à marca de 413 contando com 15.080 participantes. A Comunidade também conta com a assessoria Amigos do Shalom que presta assistência às cidades que ainda não possuem missão. Hoje são 16 grupos no Brasil e dois no exterior: na Irlanda e no Japão.

Ainda existem as pessoas que são atingidas pelo carisma Shalom através dos eventos e meios de comunicação. Somente o Festival Halleluya em Fortaleza reuniu em sua última edição 800 mil pessoas em cinco noites de realização. Fóruns, treinamentos, palestras, retiros, cursos de aprofundamento , seminários de vida no Espírito Santo são outros eventos também realizados pela Comunidade Shalom.

Em Fortaleza a Comunidade está presente nos bairros da Aldeota,Bom Jardim, Fátima, Parangaba, Parquelândia, Cristo Redentor, Jardim Guanabara. Outros trinta bairros formam caravanas que visitam semanalmente o Centro de Evangelização da paz, onde tudo começou.

A assessoria de Promoção Humana Shalom responde pelos projetos de assistência social da instituição. Comunidade terapêuticas, creches, albergues, asilos,assistência a mulheres, jovens e crianças em situação de risco compõem a cena de atuação da Comunidade espalhada em todo o Brasil.

O Shalom também atua nos meios de comunicação. Mantém site, blogs e perfis nas redes sociais, tudo para atingir as pessoas que precisam encontrar o sentido para sua existência. Em Fortaleza tem a rádio Shalom 690 AM,antiga Dragão do Mar, hoje emissora segundo lugar na audiência em toda a programação segundo pesquisa de opinião.



Da Assessoria de Imprensa da Comunidade Shalom